Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Depois de ler o post de Loose Lips, surgiu a vontade de escrever sobre algo que me anda a apoquentar há três meses: a procura de emprego e a interacção entre os candidatos e os recrutadores. Já li artigos sobre o assunto, já assisti a cursos online de como procurar emprego/mudar de carreira, já falei com pessoal experiente nisto da selecção de candidatos. Contudo tenho sentido grande dificuldade em perceber esta sinergia candidato-recrutador.  

 

Há muita coisa a debater sobre o assunto, todavia o meu primeiro e grande obstáculo é, sem dúvida, a falta de comunicação por parte dos recrutadores. Ora vejamos: 

 

  • Na maioria das vezes não tenho respostas nem feedback algum, nem mesmo o emailzinho da praxe a dizer que receberam o currículo. Como é que eu sei que receberam a minha candidatura e que não caiu em saco roto?

 

  • Dizerem que o prazo de candidatura termina numa data e fecham as candidaturas muito antes. Explicando esta situação, pediram o CV num formato específico e carta de apresentação, pelo que tive que ajustar o meu CV, carta de apresentação e referências aos requisitos da empresa. Dois dias depois de ver a vaga ia responder com tudo o que solicitavam e no modelo que pediam no site da empresa e *Pumba*, fecharam as candidaturas 10 -DEZ!- dias antes da data limite. Enviei na mesma emails aos responsáveis desta vaga e ao departamento de esclarecimento de dúvidas (três emails ao todo), e ninguém respondeu. Nem mesmo o departamento de esclarecimento de dúvidas. 

 

  • Ligarem a perguntar o salário pretendido e só se basearem nesta informação. Não me disseram qual o valor que estavam dispostos a oferecer, o que esperavam de mim, não me perguntaram quais as minhas qualificações ou quais as minhas ambições. Perguntaram  unicamente se estaria disponível e qual o valor que queria receber. Depois deste telefonema não tive mais qualquer resposta - Será que pedi pouco? É que não pedi nada de extraordinário. Será que pedi muito? Pessoal, eu estou disposta a negociar, ok? 

 

  • Dizerem que dão uma resposta à candidatura em 15 dias e dois meses depois ainda está lá o anuncio a aceitar candidatos. E eu sem resposta. Esta é uma situação recorrente nas empresas de recursos humanos, porém não consigo perceber porque é que acontece tantas vezes. 

 

  • Não dizerem qual a empresa interessada. No mês passado encontrei cerca de três ou quatro anúncios com caracteristicas semelhantes para a mesma posição, mas em sites diferentes. Tenho quase a certeza que é para a mesma vaga, mas não vá ter sido coincidência enviei o currículo para todos. E adivinhem só, continuo sem resposta de todos eles.  A omissão da entidade patronal também é uma situação recorrente, muitas vezes não sei para que empresa me estou a candidatar.

 

  • Recrutadores que não respondem no LinkedIn. Eu sei que recebem muitas mensagens, mas nós também sabemos que eles estão constantemente online e que leram a nossa mensagem. Se é uma rede social direccionada aos negócios e emprego, se muitos de nós estamos lá para aumentar o networking, se colocam anúncios de vagas, porque é que depois NINGUÉM responde? Nem que seja um "não tens perfil para este emprego/área". Pode ser doloroso ouvir um não, mas é ainda mais excruciante estar às cegas. E recrutadores: vocês precisam tanto de nós como nós de vocês. 

 

Alguém de recursos humanos, alguém que seja bondoso, alguém que me ilumine na direcção certa, alguém que me queira ajudar: Porque é que não há resposta "do outro lado"? Como é que me posso destacar no mar de candidatos? Como mostrar as minhas competências a alguém que nunca me viu? O que fazer para não me ignorarem?

 

 

 

 

 

 

publicado às 17:15


2 comentários

Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 14.11.2017 às 18:30

Algumas organizações têm a resposta automática, mas pior ainda são as empresas cujo "core" é o recrutamento e não o têm. Além disso, existem muitos falsos anúncios, ou porque a pessoa está escolhida, mas é preciso seguir as regras da companhia para ninguém levantar problemas, ou porque são anúncios para passar a imagem que a empresa está a recrutar (muitas vezes não é verdade) e outras tantas vezes é somente para preencher bases de dados, muitas delas são depois vendidas.

Isso é comum, até porque o recrutador não quer ter mais trabalho. E sim, muitos recrutadores não passam de meros administrativos e sem as mínimas competências para estar numa organização quanto mais para exercer a profissão. Cuidado também com os recrutadores que boicotam processos porque já têm "conhecidos" na calha. Acontece muito em empresas de recrutamento. Quando assim for, escale até ao "Managing Director".

Lá fora já são muitas as organizações que colocam imediatamente o salário, é uma prática comum, quando foi assim defina um " salary range". Se só estão interessados no salário, também não é decerto a empresa em que quererá trabalhar.

Respostas em 15 dias? E quando anda em processos de recrutamento, passa todas as fases e desaparecem? Bem vinda ao mundo da procura de emprego. O anúncio fica e vai ficar, é marketing também... Por norma, se ao cabo de 15 dias, máximo três semanas não tiver uma resposta ou insiste ou desiste. Por norma, já está de lado.

Existem empresas que subcontratam várias empresas para o recrutamento, isso é normal. Muitos não dizem a empresa interessada porque esta não o pretende, outras vezes é porque não há empresa e finalmente porque não querem que os contorne e envie directamente.


LinkedIn é um facebook profissional... Mais uma vez, esqueça os recrutadores e fale com Deus ou com o responsável da área para a qual estão a recrutar.

Não ajudei, pelo contrário, mas não acredite em tudo o que lê, até porque é uma das áreas em Portugal cujo profissionalismo deixa muito a desejar e uma das que mais mexe com tráfico de influências.

Seja você mesma, não desista. A melhor forma de encontrar emprego é por "contactos", eu não recomendo nem nunca recomendei e pague sempre caro essa decisão, mas reconheço que é sem dúvida, a forma mais fácil! Por mim, não troco um trabalho mau conquistado por mim por um outro bem melhor que me caiu do céu.




Imagem de perfil

De Alexandra a 14.11.2017 às 21:30

Obrigada pelo seu comentário, deixou-me uma nova perspectiva. Realmente não tinha considerado a situação do enriquecimento de bases de dados.

Vou ter que mudar a minha abordagem, que obviamente não está a funcionar. Falar directamente com quem trabalha na área que pretendo será uma boa forma para me fazer conhecer. Obrigada pelas suas palavras.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Mensagens